.:: NOTÍCIAS

Programa Equoterapia Solidária busca parceiros para aumentar o número de atendimentos – 17/09

Hoje, mais de 300 pessoas esperam para receberem atendimento na terapia com cavalos, mas o gasto com profissionais e com a manutenção do espaço no Haras é muito elevado. Nessa primeira etapa serão atendidas apenas 23 praticantes, sendo que a duração da terapia é de dois anos, por aluno.

Para conseguir promover o treinamento para uma quantidade maior de pessoas, será necessária a contratação de mais profissionais que compõem a equipe multidisciplinar de fonoaudiólogos, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, responsáveis pelos laudos e direcionamento dos trabalhos.

Durante o treino, cada praticante precisa ser auxiliado por, no mínimo, duas pessoas, que cuidam para que haja uma estabilidade do mesmo em cima do animal: os mediadores e auxiliares guia. Outro fator é a manutenção do espaço onde acontecem os treinamentos.

As aulas são ofertadas gratuitamente aos alunos da APAE, e esse é o principal desafio: continuar proporcionando essa promoção de vida sem ônus ao praticante. Para isso estamos pedindo a contribuição de empresas e da comunidade. A campanha intitulada “ADOTE UM PRATICANTE”, visa fortalecer a responsabilidade social dos parceiros do Haras Liderança.

      Assista ao vídeo

 

Aula Inaugural do Projeto Equoterapia Solidária – 30/08/2013

Alunos da APAE e empresários da cidade participaram da aula inaugural do projeto Equoterapia Solidária, no Haras Liderança em Araguaína.
A primeira turma, composta por 23 praticantes, terão aulas três vezes por semana, sendo que a duração dos treinamentos é de dois anos.
Nas fotos estão Bárbara, Bruno e Catarine, que foram apresentados ao público para fazer o demonstrativo de caso e informar o objetivo da terapia em cada situação.

 

 

Robson Silveira divulga projeto Equoterapia Solidária ao vivo na Rádio Araguaia FM, em Araguaína.

Ao lado do locutor Deo Ferreira, Robson Silveira, esclareceu para os ouvintes da Rádio, a proposta do projeto Equoterapia Solidária. Robson, que é o dono do Haras Liderança onde cedeu a estrutura e os animais para a realização dos treinamentos, pediu apoio para a iniciativa privada, já que o projeto precisa de mais parceiros para ser mantido e ainda não recebeu nenhum incentivo do poder público.